Autor: domotec

REDE DE LOJAS DE ROUPAS

NÚMERO DE DIGIEYES: 24
AONDE?: EUROPA

O cliente final é uma cadeia de lojas de roupa que conta com 24 lojas na Itália e na França. E estima a abertura de 37 novos locais.

As 24 lojas existentes estavam protegidas desde 2009 por câmeras analógicas e DVRs stand alone de 4 entradas.

O grupo necessitava de um novo parceiro capaz de fornecer experiência em segurança de vídeo e novas perspectivas através de soluções inovadoras. O Departamento de Compras realizou uma extensa pesquisa e entrou em contato com a Techboard, que propôs uma SOLUÇÃO INTEGRADA PARA REDES DE VAREJO com base no DigiEye COMPACT, especialmente adequado para instalações que necessitam de conformidade para a privacidade, centralização, integração e recursos inteligentes – tais como conteúdo de vídeo análise e sinalização digital – que vão além das aplicações puras da segurança de vídeo. O grupo de lojas escolheu a Techboard principalmente porque seu DigiEye COMPACT HYBRID e seu sistemas de gerenciamento de vídeo multifuncional IP permitem otimizar novos investimentos em segurança de vídeo, e ao mesmo tempo, preservam alguns dos investimentos anteriores, aproveitando alguns dos equipamentos já instalados.

DIGIEYE COMPACT HVR/NVR: Os sistemas DigiEye COMPACT foram instalados em todas as lojas: nas lojas mais antigas que possuíam algumas câmeras analógicas foram instalados gravadores DigiEye híbridos, enquanto outras 16 novas lojas foram equipadas com a solução IP NVR pura. O DigiEye COMPACT é uma unidade muito pequena com um design discreto e silencioso (sem ventilador), que pode ser facilmente colocado em qualquer lugar. As unidades DigiEye COMPACT, graças a capacidade de seu software multifuncional e expansível, são capazes de executar muitas funções em uma única unidade de hardware.

APLICATIVO PARA MONITORAMENTO LOCAL: O gerente e o assistente da loja podem monitorar o vídeo da câmera de CFTV na loja usando tablets ou celulares executando o aplicativo iDigiEye conectado ao DigiEye usando uma conexão wi-fi.

CONTAGEM DE PESSOAS E ANÁLISE DE MAPA DE CALOR: A análise de vídeo de contagem de pessoas é usada para contar o número de pessoas que entram / saem da loja, enquanto a análise de mapa de calor é utilizada para entender os pontos frios e quentes (mais ou menos frequentados) da loja. Toda a informação estatística é gravada no DigiEye e relatórios periódicos são produzidos e enviados automaticamente por e-mail ao gerente da loja.

SINALIZAÇÃO DIGITAL: O recurso é utilizado para exibir anúncios e vídeos promocionais com áudio. Vídeos das câmeras de segurança também podem ser exibidos no mesmo monitor, evidenciando que o sistema de CFTV está funcionando. Em algumas lojas principais, o sistema de Sinalização Digital é combinado com análises sofisticadas de vídeo incluindo reconhecimento facial, para que o conteúdo específico do vídeo seja exibido no monitor de acordo com a detecção. Por exemplo, se a pessoa que observa a tela for do sexo feminino, apenas vídeos promocionais de roupas femininas serão exibidos.

CÂMERAS MEGAPIXEL/FISHEYE/WI-FI: Nas novas lojas, as câmeras IP megapixel e novas câmeras FishEye foram instaladas para aprimorar o desempenho do sistema de vigilância por vídeo e reduzir o número de câmeras necessárias para cobrir toda a área em detalhes. Em muitos casos a instalação de câmera com fio não era possível, as câmeras IP wi-fi então foram instaladas. Também em algumas lojas, câmeras de design especial foram necessárias, então a compatibilidade do DigiEye com o protocolo ONVIF foi importante para o suporte a essas câmeras fabricadas por terceiros.

SISTEMA ATIVO DE PREVENÇÃO ANTIROUBO: os sistemas de ação rápida de saturação por fumaça da Techboard foram instalados nas lojas como um sistema ativo de primeira defesa, podendo ser ativado por comando da central de monitoramento, ou automaticamente pelo sistema, quando houver condições ou sequências específicas de alarmes. Toda comunicação entre os sistemas bem como sua lógica é feito através dos DigiEye, o verdadeiro sistema de vídeo vigilância multifuncional.

DIGIEYE DCC PREMIUM:  O DCC PREMIUM permite a supervisão e o gerenciamento remoto total, através de redes IP, de qualquer sistema DigiEye. As principais funções nas quais a rede de lojas estava interessada foram: configuração remota, várias conexões de vídeo ao vivo com câmeras de diferentes sistemas DigiEye, reprodução de vídeo / áudio gravado, gráficos em vários níveis e gestão de usuários com níveis de acesso personalizável.

DIGIEYE VCA BUSINESS INTELIGENCE: A cadeia de lojas estava particularmente interessada nas análises de vídeo DIGIEYE VCA BUSINESS INTELIGENCE para gerar estatísticas de segurança, mas também escopos de marketing. Os recursos do DigiEye VCA Business Intelligence – tais como contagem de pessoas e mapa de calor foram projetados principalmente para vigilância em locais de grande fluxo, como lojas e locais públicos.

Porém, seus benefícios vão muito além da mera segurança de vídeo: as funções de contagem de pessoas e mapa de calor, permitem de fato, contar clientes ou visitantes em locais de varejo, museus, exposições ou eventos e coletar dados sobre o fluxo dessas pessoas medindo assim o desempenho de campanhas de marketing, através da capacidade de determinar as áreas mais transitadas de uma loja ou local público, otimização do layout e a rotatividade de funcionários, esses recursos do VCA Business Intelligence ajudam a fornecer não apenas segurança para pessoas e bens, mas também elementos úteis para gestão de marketing, servindo como base para tomadas de decisão e otimizações.

PRODUZIDO NA ITÁLIA E ECO-FRIENDLY: O DigiEye COMPACT é projetado, desenvolvido e fabricado na Itália, em um pequeno hardware possui o desempenho de um sistema avançado de gerenciamento de segurança digital. O gabinete sem ventilador permite operação silenciosa, alta eficiência energética e manutenção reduzida, o que significa uma vida útil prolongada do produto, redução de custos, além de favorecer o meio ambiente. A solução HYBRID permitiu que a cadeia de lojas tenha os benefícios da integração da tecnologia de vídeo baseada em IP e também economia de custos ao migrar dos sistemas analógicos para os atuais (IP).

DVR/NVR E SINALIZAÇÃO DIGITAL EM UM ÚNICO EQUIPAMENTO: a sinalização digital integrada permite mostrar informações e mensagens promocionais, conteúdo de vídeo e áudio que podem ser carregados e programados remotamente nos monitores do vídeo do sistema de vigilância. Além de oferecer uma relação custo / benefício mais alta em comparação com a mídia publicitária tradicional, esta ferramenta de comunicação também permite a cadeia de lojas gerenciar o conteúdo de maneira dinâmica e proativa e enviar mensagens específicas aos clientes.

CONFORMIDADE COM A LEI DE PRIVACIDADE: O certificado de conformidade do DigiEye está de acordo com os requisitos da legislação de privacidade em vigor, garantindo o cumprimento das normas e medidas específicas no campo da vídeo vigilância. A cadeia de lojas apreciou o fato de que esta certificação se baseia na Diretiva Européia 95/46 / EC referente ao processamento de dados e que essa conformidade se aplica não apenas para os DigiEyeDVRs e NVRs, mas também o sistema DigiEye DCC Premium para centralização e supervisão.

BANCO

NÚMERO DE DIGIEYE: 1200+
AONDE?: BRASIL

O banco enfrentava sérios problemas para tentar diminuir o alto índice de roubos em suas agências e caixas eletrônicos.

Com mais de 1200 agências espalhadas pelo Brasil, o projeto era gigantesco.

BANCO NO BRASIL

O banco enfrentava sérios problemas para tentar diminuir o alto índice de roubos em suas agências e caixas eletrônicos.

Com mais de 1200 agências espalhadas pelo Brasil, o projeto era gigantesco.
A Techboard iniciou uma série de testes e provas de conceito em determinadas agências nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Em um esforço conjunto, foi desenvolvida uma solução de segurança que forneceu ao banco um sistema de segurança centralizado capaz de monitorar todas suas agências simultaneamente, bem como gerenciar, controlar e interagir através de imagens e áudio gerados pelos sistemas periféricos.

Cada uma das agências foi equipada com um sistema DigiEye. O sistema é capaz de monitorar de 4 a 16 câmeras (dependendo do tamanho da agência) e propiciar áudio bidirecional e detecção de movimento em múltiplas zonas. Em sua central de segurança localizada em São Paulo, a central DigiEye tem total acesso e controle sobre os sensores de vibração (instalado dentro dos caixas eletrônicos), botões de pânico, sensores infravermelhos, controles de iluminação, sirenes e geradores de neblina, conectados aos sistemas DigiEye periféricos instalados individualmente nas outras agências.

A Rede WAN do banco é utilizada para a comunicação entre as agências e a estação central de monitoramento. Um canal não dedicado de 64Kbps é utilizado para gerenciar todas as imagens, áudio e informações financeiras geradas por cada agência. A estação central opera 24 horas por dia e é composta de pessoal treinado, supervisionados por estrategistas especialistas em avaliar e lidar com ações criminais em ambiente bancário.

Um sistema de alarmes em múltiplos estágios foi instalado para processar um grande volume de alarmes recebidos das agências (mais de 100 alarmes por minuto).

Como resultado desta integração extraordinária e a capacidade de controle remoto dos DigiEye e da central de DigiEyes, o banco possui um sistema de segurança que minou severamente os criminosos.

O projeto inicial foi expandido para mais de 700 agências e estendido a outras áreas de serviço do banco no setor corporativo, aeroportuário, supermercados e shopping centers.

O principal benefício é que mais de 1200 DigiEyes estão centralizados, através do sistema DigiEye DCC Premium. Graças ao DigiEye DCC Premium todos os DigiEyes conectados estão centralizados, supervisionados e geridos por somente 3 ou 4 operadores e 1 ou 2 supervisores. Além dos alarmes, os operadores também são capazes de gerenciar a abertura ou fechamento das agências.

Por último, porém não menos importante, os sistemas DigiEye instalados trabalham também como unidades de controle de intrusão: Os sensores são conectados diretamente ao Liga/Desliga do DigiEye e são geridos a partir deste.

SOLUÇÃO INTEGRADA DIGIEYE PARA CAIXAS ELETRÔNICOS

NÚMERO DE EQUIPAMENTOS DIGIEYE: 800+
AONDE?: ITÁLIA

O Cliente é um banco Italiano que conta com uma base de 31 milhões de clientes e uma rede de mais de 11.000 agências espalhadas por 76 países. Este banco, um dos principais do mercado financeiro global, solicitou uma integração de mais de 800 DigiEye`s já instalados, com o objetivo de detectar atividades suspeitas nas proximidades dos mais de 1000 caixas eletrônicos já existentes.

Este banco já utiliza os sistemas de vídeo-vigilância DigiEye desde o início dos anos 90, o que significa uma base de instalação de mais de 800 agências protegidas por quase vinte anos pelos sistemas DigiEye.

O DESAFIO

PROTEÇÃO ANTI-ADULTERAÇÃO EM CAIXAS ELETRÔNICOS: O BANCO necessitava uma solução integrada ao sistema de vídeo-vigilância para detectar possíveis atividades suspeitas (por exemplo, instalação de dispositivos suspeitos) nas em seus terminais de caixas eletrônicos. O cliente já havia analisado diferentes soluções, foi decidido então uma integração de sistema / dispositivo somente através de software, aonde não fosse necessário nenhum dispositivo de hardware adicional. A questão chave para isso foi um projeto personalizado combinando a integração DIGIEYE / ATM com a base já instalada, feita com os sistemas COMPACT e 3G por um lado, e por outro os dispositivos ATM já configurados com seu próprio pacote ATM Security Agent. Por esse motivo, o BANCO solicitou a Techboard para integrar o sistema Multivendor da ATM Security Agent nos sistemas DigiEye, confiando na experiência e capacidade de integração da Techboard.

MONITORAMENTO AVANÇADO DE VÍDEO: Outra solicitação foi a proteção das caixas externas e internas dos caixas eletrônicos, alarmando automaticamente a central de monitoramento qualquer atividade suspeita. A Central deve então comunicar-se com a sala do caixa eletrônico e, em caso de ameaça grave, seja capaz de ativar uma série de sistemas de defesa. Os seguranças também devem poder acessar o vídeo ao vivo e status dos alarmes da área do caixa eletrônico, obtendo uma clara visão da situação.

A SOLUÇÃO

PROTEÇÃO ANTI-ADULTERAÇÃO DE CAIXAS ELETRÔNICOS: A solução fornecida pela Techboard foi além da detecção de possíveis atividades suspeitas nos arredores dos terminais do caixa eletrônico e excedeu as expectativas do usuário final.

De fato a integração desenvolvida com o DigiEye COMPACT / 3G / 3H e ATM permitiu detectar anomalias e mau funcionamento do terminal ATM e transmiti-las a central de monitoramento para o gerenciamento. Portanto, é possível receber notificações de eventos, como a inserção ou retorno do cartão, a abertura ou fechamento do terminal ou a violação do terminal.

A integração DIGIEYE COMPACT / 3G / 3H E ATM desenvolvida pela Techboard ocorre através da instalação do Software Agente de Segurança de diversos fornecedores nos caixas eletrônicos, permitindo a comunicação via LAN (protocolo TCP / IP) entre o DigiEye COMPACT / 3G / 3H e o dispositivo ATM. Cada DigiEye é capaz de monitorar até 4 caixas eletrônicos e pode receber os seguintes eventos:
Inserção / devolução do cartão, abertura/fechamento do dispensador de notas, violação ou bloqueio do dispensador.

Os eventos relatados pelo protocolo de comunicação permitem a detecção de atividades suspeitas e fraudulentas, que podem ser coordenadas com alarmes de vídeo no DigiEye para criar condições de alarme com base em critérios de avaliação especulativa (ou seja, quem, por que, onde) e acionar ações como gravação, ativação de saídas digitais, chamadas para o centro de controle etc.
Por exemplo, um alarme pode ser gerado quando uma pessoa fica perto do caixa eletrônico por um período determinado (Loitering Video Analytics) e nenhum cartão bancário for inserido no caixa eletrônico. Isso pode ser um risco potencial de ocorrer a adulteração.

MONITORAMENTO DE VÍDEO AVANÇADO PARA CAIXAS ELETRÔNICOS: A solução oferecida pela Techboard é a tecnologia mais atual em análise de vídeo para detectar e informar a central de monitoramento qualquer situação potencial de risco.

Para caixas eletrônicos instalados em ambiente externo, as modalidades de vídeo análise oferecidas foram utilizadas para identificar pessoas vadiando próximo aos terminais. Outra condição que pode ser detectada e reportada pelo sistema DigiEye é o fato de a pessoa que está utilizando o ATM está com a face completamente visível, sem qualquer cobertura. E tudo isso não requer a instalação de qualquer equipamento adicional, tudo é feito utilizando ferramentas do sistema rodando no sistema de vídeo-vigilância do DigiEye, utilizando até mesmo câmeras analógicas antigas, já instaladas pelo banco.
Nos caixas instalados em ambiente interno, análises de vídeo ainda mais sofisticadas foram utilizadas. O banco possui uma política de portas abertas durante o período diurno, foi utilizada então uma solução baseada em vídeo análise para a contagem de pessoas no interior da área dos caixas eletrônicos. Outro recurso de análise foi utilizado para disparar imediatamente um alarme assim que uma pessoa com a face coberta adentrasse nesta área. Pessoas paradas por muito tempo nesta área, sem utilizar os caixas, também são motivo de alerta para a central. Todas as análises foram feitas utilizando antigas câmeras analógicas, anteriormente instaladas pelo banco, porém nas agências mais novas, novas e discretas câmeras IP, além das novas câmeras do tipo fisheye foram instaladas, para incrementar a performance do sistema de vídeo vigilância e reduzir o número de câmeras necessárias para cobrir detalhadamente toda a área.

GUARDA VIRTUAL: Outra potente ferramenta utilizada nas áreas de caixas eletrônicos é a presença do Guarda Virtual, ferramenta na qual um vídeo de um vigilante monitorando a área pode ser exibido em um monitor na sala dos caixas eletrônicos, e em caso de atividade suspeita, uma comunicação bidirecional em áudio e vídeo pode ser estabelecida. Desta maneira o vigilante pode alertar o suspeito e assegurar que ele saiba que está sendo monitorado. Um elemento de coação bastante poderoso.

SISTEMAS DE AÇÃO RÁPIDA DE SATURAÇÃO POR FUMAÇA: E por último, os sistemas de ação rápida de saturação por fumaça da Techboard foram instalados nas salas dos caixas eletrônicos como um sistema ativo de primeira defesa, podendo ser ativado por comando da central de monitoramento, ou automaticamente pelo sistema, quando houver condições ou sequências específicas de alarmes. Toda comunicação entre os sistemas bem como sua lógica é feito através dos DigiEye, o verdadeiro sistema de vídeo vigilância multifuncional.

OS BENEFÍCIOS

A solução integrada para caixas eletrônicos desenvolvida pela Techboard, utilizando os DigiEye Compact/3G/3H resolveu o problema do cliente com uma solução de integração somente via software. Entenda que esta integração não necessitou de nenhuma interface de hardware, ou seja, nenhuma intervenção física foi necessária nos locais aonde os DigiEye já estavam presentes. Ao contrário de outras soluções oferecidas no mercado, que necessitam de hardware adicionais, os DigiEye não possuem custos adicionais ou instalações recorrentes, proporcionando grande economia de tempo e dinheiro.

A integração DigiEye / ATM é um exemplo das capacidades da Techboard para integrações simples, porém poderosas com outras tecnologias de segurança de outros fabricantes. Desde novembro de 2012, esta solução desenvolvida pela Techboard para este banco já instalou mais de 400 sistemas, permitindo interface com mais de 500 caixas eletrônicos e este número continua crescendo.

GAZPROM

NÚMERO DE DIGIEYES: 10
AONDE?: RUSSIA

A GAZPROM, extratora de gás natural, necessitava de uma solução customizada de CFTV para sua estação de bombeamento da UFA, que fosse gerenciável a partir de sua sede localizada em Moscou.

O DESAFIO: As instalações atuais são protegidas e controladas pelo sistema de vídeo multifuncional DigiEye 3G por mais de 5 anos, instalados nas facilidades, porém sua gestão não estava centralizada. A principal necessidade era manter uma sala de controle CFTV local para a execução de algumas tarefas solicitadas remotamente pela sede.

A SOLUÇÃO

O pessoal de supervisão de segurança da GAZPROM e o integrador do projeto, IN BREVI, decidiram instalar o DCC Premium, que é um Centro de Controle completo para supervisão e gerenciamento remoto, através de redes IP de qualquer sistema de segurança DigiEye. Capaz de satisfazer as necessidades mais avançadas de centralização de sistemas de gravação em redes LAN / WAN, o DCC Premium é particularmente útil para aplicações complexas com um grande número de localidades remotas e/ou um grande número de câmeras e centrais de alarmes. As operações do DCC Premium são simples porém poderosas e podem ser executadas em paralelo.

As principais funções de interesse da GAZPROM foram:

  • Gerenciamento centralizado de usuário, alarme e auditoria
  • Configuração remota, controle e monitoramento dos sistemas DigiEye
  • Diversas conexões de vídeo ao vivo com câmeras de diferentes DigiEyes, no modo manual ou com programações cíclicas automáticas.
  • Reprodução de vídeo / áudio gravado de sistemas remotos e backup das sequências de interesse
  • Mapas em diversos níveis
  • Processamento sofisticado de imagens de vídeo gravadas nos Digieyes para análise detalhada pós evento.
  • Gerenciamento de grupos / usuários com níveis de acesso e áreas de trabalho configuráveis

OS BENEFÍCIOS

A solução DigiEye DCC Premium permitiu melhorar significativamente a proteção e segurança das pessoas e commodities localizadas na estação de bombeamento central da UFA. Além disso, é uma solução All in One de fácil utilização e pronto para uso, o servidor DCC Premium e as estações de trabalho exigem pouco treinamento, permitindo uma ação eficiente do operador.

Por último, mas não menos importante, a economia de custos foi e ainda é garantida, pois um número menor de pessoal e equipamentos de segurança são necessários (monitores, computadores, etc), o número de intervenções é reduzido e os investimentos iniciais são preservados ao longo do tempo.

De fato, o retorno do investimento foi alcançado dentro de três anos nas operações 24 /7, através da diminuição da equipe de segurança, por um lado, e, por outro a maior integração com mais dispositivos de segurança, como as catracas do sistema de controle de acesso.

De fato, a GAZPROM decidiu adicionar uma catraca à solução existente, e o integrador de projetos IN BREVI combinou brilhantemente o sistema de controle de acesso ao DCC Premium (a GAZPROM queria obter imagens ao vivo dos acessos na catgraca, e poder procurar pelos eventos, os alarmes relacionados a catraca).

O sucesso dessa aplicação deveu-se muito à assistência pré e pós-venda fornecida pelo parceiro local UAB Projektai e a experiência do integrador de projetos IN BREVI, que deram suporte a GAZPROM desde a seleção do produto correto e a assistência na engenharia e integração do sistema.

De fato, a Techboard conta com parceiros de ponta, valiosos e experientes, para continuar crescendo em número e importância com a base de clientes mundiais do sistema DigiEye.

App “Coronavirus Alert”!

A SoftGuard Brasil está lançando hoje o App “Coronavirus Alert”!

O Coronavirus Alert é um aplicativo para uso das autoridades através dos envios, pelos cidadãos, de alarmes de sintomas ou confirmação de casos de COVID 19.

O Coronavirus Alert oferece cobertura não apenas em todo o país, mas também mundialmente, cada emergência relatada é rastreada pela sua posição de satélite, permite geolocalização de pessoas infectadas e podem ser complementadas com fotografias, áudio ou vídeos capturados pelo cidadão.

Desse modo permite que as entidades de governo mapeiem e tomem decisões relevantes em massa com sugestões, regulamentos e políticas de saúde.

comercial@softguardbrasil.com.br

Controle de fronteiras

NÚMERO DE DIGIEYES: 50
AONDE?: CONFIDENCIAL

Um País recém independente, desejava renovar sua economia e infraestrutura para sua integração com várias instituições políticas e econômicas da Europa Ocidental. Anteriormente, como parte da União Soviética, as fronteiras nunca foram um problema; no entanto, tendo em vista querer tornar-se membro da União Europeia em 2004, assegurar seus 1.150 km de fronteira terrestre com um sistema de segurança padrão da União Europeia tornou-se a principal prioridade.

Os diferentes sistemas já instalados nas estações fronteiriças do País haviam demonstrado de uma forma ou outra que eram inadequados, causando muitos problemas ao Ministério do Interior e aos oficiais da patrulha da fronteira.
Faltas frequentes de energia, mau funcionamento e desempenho em geral que não eram confiáveis manifestaram-se diversas vezes, ficou óbvio que seria necessário um sistema de segurança confiável e de alta qualidade através de uma equipe de suporte e serviço profissional.

O desafio era fornecer uma solução de segurança confiável e de qualidade e fácil de integrar, para que a equipe pudesse aprender a usar e dominar rapidamente além de poder ser personalizado de acordo com os requisitos das fronteiras.

Após extensa pesquisa e avaliação de inúmeros sistemas de CFTV, o Ministério do Interior descobriu o sistema de CFTV mais simples e mais eficaz disponível no mercado: o Sistema em rede de gerenciamento de áudio / video DigiEye da Techboard.

A escolha do Ministério foi baseada no feedback positivo que o sistema recebeu dos clientes e no fato de que a Techboard, já conhecida como fabricante de soluções profissionais de CFTV, possuía um registro comprovado de fornecimento excelente de serviço e suporte ao cliente. Mais importante ainda para o Ministério, o parceiro local da Techboard forneceu todo o tipo de apoio e dedicação ao projeto que eles estavam procurando.

Um dos principais requisitos do Ministério era a integração perfeita com sistemas externos de controle de acesso, além disso, era essencial que o sistema resistisse ao teste de tempo, sendo facilmente atualizável; não houve problema pois a função do laboratório de pesquisa e desenvolvimento da Techboard localizada no Area Science Park de Trieste é melhorar constantemente as funções existentes e adicionar novas.

As tecnologias implantadas neste sistema são e serão:

CÂMERAS TERMAIS PARA DETECÇÃO DE INVASÃO DE FRONTEIRA A LONGA DISTÂNCIA

graças a seu suporte extensivo ao protocolo PTZ, é capaz de prover suporte mesmo a unidades antigas de câmeras PTZ que foram herdadas do sistema antigo.

Os DigiEyes instalados foram configurados de acordo com os requisitos das fronteiras: controle completo das inúmeras câmeras, domes automáticos e câmeras térmicas localizadas em áreas fronteiriças, muitas vezes situadas em locais de difícil acesso; detecção de movimento em múltiplas zonas e modo autônomo. Um sistema DigiEye também foi instalado no Ministério do Interior, fornecendo acesso remoto às instalações locais.

Os sistemas DigiEye foram instalados nos principais locais de fronteira. Em várias estações de fronteira, o DigiEye trabalha em período integral no modo autônomo, fornecendo aos oficiais de fronteira informações visuais e documentadas de qualidade no que diz respeito ao ambiente de segurança nas fronteiras.

Os resultados alcançados até agora superaram as expectativas. Os oficiais de fronteira agora têm um sistema de tecnologia de segurança avançada em que podem confiar, apoiado por uma equipe de profissionais que fornece serviços de qualidade e suporte técnico.

Mau funcionamento e outras interrupções sérias na vigilância de fronteiras são apenas uma lembrança. Os oficiais de fronteira e o Ministério do Interior estão confiantes de que agora estão operando de maneira eficiente e profissional em ambiente controlado.

O objetivo do Ministério de criar e manter um estreito relacionamento com o distribuidor foi alcançado. O relacionamento foi consolidado pela visita de uma delegação do Ministério e funcionários de fronteira às instalações da Techboard.